Trachycarpus fortunei para decorar a sala de jantar

Aos poucos a Trachycarpus fortunei, que tem origem chinesa e aparência exótica, vai ficando conhecida no Brasil já pode ser comprada com 5 cm de altura ou até bem crescida, com tronco de 12 m. O caule revestido por espessa camada de fibras, que crescem desordenadas, e as folhas alongadas e em forma de leque são as maiores atrações dessa palmeira.

Espaços amplos com pé-direito alto

A casa lembra muito a que o arquiteto Cláudio, morto em acidente de carro em 2001, criou em Itanhangá, no Rio de Janeiro, para ele e não teve tempo de terminar. No mesmo ano em que faleceu, Cláudio fez com o filho Thiago e o sócio Paulo este projeto que tem características semelhantes: espaços amplos com pé-direito alto e grandes aberturas com vidro que levam os jardins para dentro.

Panos de vidro para uma casa

Além dos panos de vidro, uma marca do escritório é o uso de iluminação zeni-tal. No living, os raios solares penetram por uma enorme claraboia: um rasgo no comprimento do teto fechado por vidro opaco. A luz suave banha o espaço único com vários ambientes contínuos. De um lado fica a saja de estar com lareira e, do outro, as de jantar e de multimídia, com home theater e escritório.

Ventilação natural de casa

Como restaram pequenos recuos nas laterais, a transparência é necessária para obter o máximo de luminosidade nos ambientes, conforme explica o arquiteto Rafael, coordenador da equipe de desenvolvimento de projetos do escritório. A ausência de barreiras visuais ou físicas na frente e fundos da casa também favorece a insolação e a ventilação natural, acrescenta.

Iluminam os principais ambientes

O hábito de descansar na rede é influência do avô que passava horas deitado em uma, na fazenda dele em Orlândia, interior paulista. Desde que se mudou em 2009 para a casa de vila, nos jardins, em São Paulo, o empresário André Tassinari, 32 anos, usa a sua no jardim interno. A pequena área ao ar livre é uma espécie de oásis ao lado da sala no térreo. Por lá entram os raios de sol que iluminam os principais ambientes no meio da construção de 150 m2, em vila dos anos 1940.

Design industrial sala de jantar

A integração dos ambientes tem a ver com o estilo de vida dos moradores. O projeto não pode ser super contemporâneo se eles não são. O modo de usara casa mudou nas últimas décadas. Desprendeu-se da noção de áreas social, intima e de serviço. Tudo fica em espaço único. Crio ambientes com potencial para o máximo de atividades possíveis. A sala de jantar vira escritório e a cozinha, espaço de estar. Meu trabalho é caracterizado pela informalidade brasileira. Acho interessante expor as estruturas de concreto e usar na decoração o design industrial.

Hall de entrada

Logo no hall de entrada, percebe-se o cuidado com a escolha de pecas auténticas de época, como a mesa antiga que fazia parte do acervo do Jockey Club do Rio de Janeiro, apoiando a ánfora de mármore com arranjo de flores de Fátima Casarini e iluminada por lustre imperio, de bronze e cristal, da Lustres Antigos.

Salas de estar andar térreo

Nenhuma interferencia construtiva foi realizada para nao alterar essas características tao marcantes da época. Por isso, os ambientes permanecen! com as mesmas dimensoes, ou seja, o pavimento terreo da casa é composto por varias salas de estar e urna de jantar, e todas independentes, ao contrario dos grandes livings integrados da atualidade.