Pratos franceses restaurante brasileiro

Mas isso é um problema para quem imitou os pratos não para quem os criou. Fora isso, a se ressaltar estão os pratos franceses, como o filet de sole caprice, os italianos, como o spaghetti alie Vongole, os portugueses, como o Bacalhau à Braz, os brasileiros, como os camarões com palmito e, ainda, o salmão canadense, o caviar russo e as trutas. Há praticamente três ambientes a se escolher: o bar, logo na entrada, com todos os tipos de aperitivo, a sala mais’ sofisticada à esquerda e conhecida como a Sibéria e finalmente, a sala à direita de quem entra, descontraída, onde as coisas acontecem e onde se fica mais à vontade para, além do menu, degustar uma infinidade de bons vinhos. O atendimento à francamente bom e. como toda a boa escola, este gabarito estende-se ao Antonino, que com o NINO faz a cadeia Nino-Antonino, ao Clube da Cidade e ao São Chico. No Antonino, que fica na Lagoa, o espaço físico maior possibilitou, além do belo restaurante no 2   andar, um ambiente de bar com piano ao vivo no andar térreo.

Restaurantes rio de janeiro Nino

Restaurantes rio de janeiro: um homem que agita muitos negócios ao mesmo tempo e que vê todos eles darem certo é Manoel Agueda Filho, o simpático e inspirado criador do NINO. um restaurante que fez escola e que tornou-se um dos sucessos mais antigos e constantes do Rio. Lá. a gente almoça e janta orientado por um cardápio internacional, que nunca se esgota em qualidade e com preços bastante razoáveis. Há pratos, como os escalopinhos com risoto à piemontesa ou o paillard com fetuccine, e outros que foram lançados pelo NINO, que eventualmente já se tornaram muito comuns para a maioria das pessoas, que estranha encontrá-los ainda no menu.

Ante-sala do restaurante

Uma das melhores adegas do Rio rega um menu tradicional e requintado, e precedido por um couvert farto, que prepara o paladar para pratos franceses saborosíssimos. A cozinha é orientada pelo chefe Anastácio, um dos melhores do Brasil e, o ambiente e o atendimento são da mais fina categoria. O maitre é o José Fernandes, uma figura que além do charme é um profissional dos mais respeitáveis; ao mesmo tempo que recebe e atende clientes importantes da sociedade e do showbiz, transa com igual mestria empresários e toda a platéia anônima que está ali para ver ser vista ou simplesmente estar. Para quem não quer jantar ou para quem espera o resto do grupo, há o bar na ante-sala do restaurante que faz todo o tipo de aperitivos.

Restaurante Ipanema The Fox e marisco

Restaurante Ipanema: do mesmo grupo e um ao lado do outro, são o THE FOX e o MARISCO ali, na Praça General Osório, em Ipanema. Eles oferecem opções diferentes para diversos gostos. O THE FOX. o mais antigo deles, já se tornou conhecido não só pelo aconchego do ambiente, tipo pub inglês, mas também pela qualidade do menu, despretencioso e com pratos brasileiros gostosíssimos, como a carne seca com abóbora.

Há quase três anos, o FOX nasceu com o objetivo de ser um lugar de mentalidade e de espírito ingleses onde as pessoas pudessem se encontrar em volta do bar para um drinque e muita conversa. Mas a coisa não funcionou neste esquema e a comida, que antes era opcional, passou a ser o motivo principal de uma ida ao FOX. Para quem curte peixe, há o MARISCO, a única casa de peixes no eixo Ipanema-Leblon. e que tem jantares à base do caviar, mexilhão, mariscada e panqueca de peixe.

Restaurante Copacabana com toque sofisticado

Ouando o Alfredo (mais conhecido por Alfredão) resolveu dar um toque sofisticado ao seu negócio e abrir um restaurante fino. a coisa veio para valer. Surgiu o MICHEL. em Copacabana, perto de onde sempre ficaram seus dominios. Conhecedor do espirito carioca e decidido a se estabelecer também com um restaurante. Alfredo escolheu para um dos elementos da decoração a execução de placas esmaltadas como as de rua, para expor nas paredes, com nomes dos clientes queridos, famosos ou assíduos. Assim. Walter Clark.