Velhos croquis

A pesquisa do mobiliário nacional é uma das vertentes do trabalho de Delia. Quando percebeu que as peças do pioneiro John (1991-1980) continuavam atuais meio século depois, ela começou um trabalho de investigação e descobriu que algumas de suas melhores criações não passavam de meros croquis. Delia não se deixou abater e a partir dos rabiscos recriou preciosidades como a peça acima.

Todos os sonhos são possíveis

• Equipe especializada em desenho e construção de móveis que mantém a mesma qualidade e busca características únicas em cada projeto desenvolvido.
• Ferragens e acessórios metálicos de alta sofisticação. A madeira utilizada é certificada ou proveniente de reflorestamentos; além disso, todos os resíduos gerados durante o processo de fabricação são reciclados.
• Laças com cores e texturas diferenciadas e acabamento especial natural com verniz à base de água que confere à madeira aspecto natural.

Mobília nota dez

SEM SE PREOCUPAR COM TENDÊNCIAS, ISAY WEINFELD PERMITE-SE IR ALÉM DAS CONSTRUÇÕES. O arquiteto, a renovação de conceitos é uma prerrogativa que também se aplica à concepção do mobiliário, visto especialmente na sua nova coleção, que acaba de aterrissar na Etel. Composta por dez peças executadas a partir da mescla de madeiras nobres certificadas, a coleção tem como princípio fundamental a junção entre durabilidade, funcionalidade e conforto. Tudo sem nome, porque as peças parecem falar por si só.

Armários para quem dispõe de pouco espaço

Com estes armários embutidos, fabricados pela E. Branco, você economiza muito espaço, pois as portas se abrem de maneira articulada. São feitos de chapa de aço, com pintura de epóxi, e as frestas de veneziana ajudam a manter o interior sempre ventilado. Dentro, a estrutura pode ser de cerejeira ou outra madeira, e as divisões internas variam de acordo com a necessidade individual. São encontrados em seis larguras diferentes.

Outra novidade da E. Branco, muito prática, é a mesa de parede, que pode se transformar em banco ou prateleira. A prancha fica presa à parede através do suporte dobrável “krok”, que permite uma rápida e firme colocação. Ao levantar o tampo, o suporte trava-se automaticamente, e para baixá-lo basta uma leve pressão do dedo. A linha completa da indústria se encontra à venda na loja Close.

Solução duplicada

Uma das partes da estante veio da casa anterior. Bastou fazer uma cópia, deixar um módulo em cada canto da parede e posicionar, no centro da parede, um espelho. Ele reforça a simetria e reflete a integração do escritório com a sala de jantar e o estar. Toda a marcenaria foi executada por João Luz dos Santos. Persianas de madeira branca com tiras pretas filtram a luminosidade com elegância.

Bicama disfarçada de sofá

Fazer os hóspedes se sentirem em casa: com esse objetivo, a decoradora criou uma bicama disfarçada de sofá. Como não há espaço para mesas laterais, as luminárias foram fixadas no lambri de madeira que veste metade da parede. Almofadas com mais de 20 cm de recheio dão conforto ao sentar. O tapete colorido da Punto e Filo repete os tons usados nas roupas de cama, na cortina de tricoline e nos pufes com rodizio. Toda a marcenaria de pau-ferro foi suavizada com contornos brancos na estante e no armário.