Integração valorizada

Integração valorizada

O que não falta no ambiente integrado projetado por Alfredo são luzes de vários tipos e para diversas ocasiões. O profissional não acredita que existe uma luminária especifica para cada ambiente da casa. “Isso dependerá muito do projeto. Há, claro, alguns modelos projetados ou pensados para determinados ambientes, mas o arquiteto ou designer pode transgredir esse uso e obter resultados impactantes”, defende. Esse espaço é ao mesmo tempo nome office, home theater e quarto de hóspedes, e recebeu tanto luzes mais aconchegantes quanto focos pontuais. O profissional ensina: “O importante é que a luminária clareie o suficiente para proporcionar uma visão confortável, sem cansar ou atrapalhar.

Pode ser desde um simples rasgo no gesso com iluminação indireta até a sobreposição de pendentes. A potência deve obedecer ã proporção de 70% para a iluminação geral e 30% para os postos de trabalho”. A opção por um modelo de abajur no canto tem a intenção de proporcionar uma iluminação mais aconchegante nos momentos de descanso ou lazer. Para isso, “foram usadas lâmpadas eletrônicas triplas com 15 watts cada, na cor branco morno, para realçar o revestimento em pergaminho da cúpula e dar um tom âmbar ao ambiente”. Essa coluna fornece uma iluminação baixa, enquanto os demais pendentes dispõem de luzes pontuais na área de trabalho. “Embora a luz artificial conte muito em qualquer projeto, a natural também é de extrema importância e não deve ser negligenciada”, finaliza.

Esse post foi publicado em Lâmpadas e marcado por admin. Marcar link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>