Um precioso registro baiano

Consumido por um incêndio em 1968, o Liceu de Artes e Ofícios da Bahia, em Salvador, foi totalmente reconstruído em 1995, por iniciativa da empresa Odebrecht. Nenhum detalhe foi perdido e hoje pode-se vislumbrar a imponência do prédio original, construído no século XVII por D. Joana da Silva Guedes de Brito, uma das damas mais ricas do Brasil Colônia. Assim como os demais Liceus, o da Bahia também formava mão-de-obra qualificada. Considerado desde o inicio como uma instituição exemplar na produção de móveis, ainda hoje o Liceu se destaca por suas iniciativas nessa área. Há pouco tempo, promoveu o I Salão Universitário de Design, incentivando novos profissionais.

Esse post foi publicado em Antiguidades e marcado por admin. Marcar link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>