Árvore da felicidade com origem nas Ilhas do Pacífico

“A taça do mundo é nossa.” Com esse refrão o Brasil comemorava o tricampeonato na Copa. As bancas de jornais traziam uma revista nova: Casa Claudia. Nessa época, chique era ter uma árvore da felicidade. Uma não, duas: a fêmea (Polyscias fruticosa, vinda da Polinésia e da índia) e o macho (Polyscias guilfoylei, com origem nas Ilhas do Pacífico). Diziam que o casal atraía sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>