Tradição recuperada cerrado goiano

Há 150 anos, existiam mais de 2 000 teares em Goiás produzindo urdiduras rústicas de uma beleza peculiar. Esta tradição, surgida ao longo das plantações de algodão, vem sendo recuperada graças ao esforço da tecelã paulista Mercedes. Mantas, colchas, almofadas e até luminárias tecidas com capim marajoara guardam em sua trama as cores do cerrado goiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>