Sala da cozinha

Por esse espaço livre e sem barreiras circulam livremente a luz natural, a brisa e os demais habitantes: Paulo e sua esposa, Anariá, além da trupe de seis gatos e quatro cachorros. Não fosse a ausência de divisões, a decoração que se vê hoje não seria possível. Afinal, a mobília robusta exige espaço. E luz. Balcões de cedro e pinho-de-riga dividem a sala da cozinha. Um deles pertenceu a uma farmácia, o outro a uma loja de tecidos na ma Direita, tradicional ponto comercial paulistano.

Esse post foi publicado em Cozinha desenho e marcado por admin. Marcar link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>